Resultados alcançados em pouco mais de seis meses de trabalho são surpreendentes. Envolvimento das comunidades é crescente. Trabalho está assentado sobre a vertentes acolhimento, âncoras e sazonalidade. Gestores apresentam ações de continuidade para 2017.

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: avanços

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

A marca do projeto de Turismo Religioso para o Estado do Espírito Belo e Santo foi retirada do Manual de Iconografia Capixaba. Trata-se de um sino de igreja preso ao seu suporte, elemento presente na região desde os primeiros momentos de sua colonização

 

Movimento crescente no processo de sensibilização das comunidades da Cidade Canela Verde de Vila Velha e da Cidade de São José de Anchieta; ampliação da divulgação dos acontecimentos relacionados com atividades religiosas para fins de atração de visitantes naqueles dois Municípios; e, sucesso na realização de Encontro Regional de Turismo Religioso, com presença de palestrantes renomados, vindos de outros Estados do País.

Desenvolvimento de marca publicitária; aprimoramento do Mapa Turístico da Cidade de São José de Anchieta; lançamento do evento Natal no Santuário da Cidade de São José de Anchieta; criação da Rua das Artes, no bairro da Prainha, na Cidade Canela Verde de Vila Velha; teste de roteiro de turismo religioso na Cidade de São José de Anchieta; e, teste de roteiro de turismo religioso na Cidade Canela Verde de Vila Velha.

Compromisso de artistas locais dos dois Municípios para produzirem obras de arte a serem utilizadas como ilustração do Calendário de Eventos relacionados ao turismo religioso na Cidade Canela Verde de Vila Velha e na Cidade de São José de Anchieta; e, número significativo de consultorias profissionais para operadores de atrativos que serão incorporados a roteiros de Turismo Religioso sendo preparados para lançamento.

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

A santificação do Padre José de Anchieta pela Igreja Católica é um motivador para ampliar a visitação de turistas ao Santuário localizado na Cidade de Anchieta, situada junto à foz do Rio Benevente, no litoral Sul do Estado do Espírito Belo e Santo

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: vertentes

 

Este é um resumo dos resultados alcançados em apenas seis meses de trabalho visando o desenvolvimento de um amplo projeto para dinamizar o turismo religioso no Estado do Espírito Belo e Santo — nesta etapa, vinculado apenas àqueles dois Municípios, mas com perspectivas para alcançar outros mais em futuro não muito distante. E exibem os compromissos inicialmente fixados sendo cumpridas com toda a fidelidade esperada.

As etapas vencidas durante 2016 compreenderam objetivos iniciais, como sensibilização de empresários e entidades, definição de um grupo geral para coordenar os trabalhos e formações de grupos gestores, um para cada Município. A partir de então, partiu-se para cobrir as três vertentes sobre as quais deve ser assentado qualquer projeto com objetivo de ampliar, de dinamizar, o Turismo Religioso: Acolhimento, Âncoras e Sazonalidade.

Dentro do Acolhimento destacam-se responsabilidades como formação de condutores especializados em atender o turista viajando com fins religiosos. Muitos acreditam ser possível ao guia especializado em cultura ou história fazer isso, mas não é verdade. Não basta apenas citar fatos, descrever atrativos, relembrar datas etc. Há um relacionamento mais íntimo, muitas vezes com fatos ligados à busca por saúde física, paz interior etc.

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

Um dos resultados do trabalho de estruturação do projeto de Turismo Religioso para o Estado do Espírito Belo e Santo é a Rua das Artes, a ser realizada um domingo por mês próximo à entrada para o Convento da Penha, na Cidade Canela Verde de Vila Velha

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: âncoras

 

O Acolhimento envolve também a boa sinalização e identificação dos atrativos. Isso mostra respeito ao turista, sendo o mínimo necessário para expressar ser ele bem-vindo. O mesmo se dá com o material de divulgação, seja este material ou virtual. Mapas com a maior riqueza de detalhes possível, folhetos exibindo imagens de qualidade e textos corretos e soluções de Internet com facilidade de acesso aos conteúdos ali dispostos.

O desenvolvimento de projetos Âncora visa ampliar a oferta de atrativos além daqueles já disponíveis, ou existentes. No caso da Cidade de São José de Anchieta, até agora, estão elencadas quatro propostas. Uma delas, com boas condições de ser viabilizada, é aproveitar as paredes externas do Santuário como tela para projeção noturna de imagens relembrando toda a riqueza histórica da região e dos seus mais importantes personagens.

A segunda é erguer uma enorme estátua de São José de Anchieta junto à margem direita da foz do Rio Benevente, criando novo ícone de identificação para a cidade. A terceira é a viabilização do Centro de Eventos da Cidade de São José de Anchieta, ocupando áreas disponíveis no entornou do ginásio de esportes. E, finalmente, aproveitar o conjunto de ruínas existentes às margens do Rio Benevente, patrimônio atualmente desperdiçado.

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

As ruínas às margens do Rio Benevente, junto à Cidade de São José de Anchieta, são patrimônios histórico e turístico do Estado do Espírito Belo e Santo não aproveitados para atrair visitantes àquela região e fazê-los ficar pelo menos mais um dia por lá

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: sazonalidade

 

Quanto à redução dos impactos da Sazonalidade, aqui, valendo tanto para a Cidade de São José de Anchieta quanto para a Cidade Canela Verde de Vila Velha, será buscada com implantação de roteiros integrados e a construção de um Calendário de Eventos cobrindo os dois Municípios, além da criação e realização de eventos específicos, como a Rua das Artes, apresentações musicais, comemoração do Natal no Santuário e outros.

Como marca publicitária do Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo foi escolhida uma imagem presente no Manual de Iconografia Capixaba. Representada por um sino de igreja preso ao seu suporte, remete a elementos presentes desde o início da colonização da então Capitania do Espírito Santo. Outro ponto a ser considerado é ter a função de chamamento dos fiéis, mantida até hoje — e, no caso agora, de fiéis turistas.

Para 2017, estão programadas ações dando continuidade à estruturação do projeto de Turismo Religioso para o Estado do Espírito Belo e Santo. O consultor responsável pelo trabalho, Otto Walter Schmiedt, e o gestor João Márcio da Rocha, do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa no Estado do Espírito Santo — Sebrae-ES, patrocinador da iniciativa, listaram as mais importantes, organizadas por ordem alfabética a seguir:

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: ações 2017

 

Geral

 

  • Acompanhamento da evolução das ações já em andamento
  • Acompanhamento da evolução dos roteiros já implantados
  • Ampliação da participação comunitária
  • Ampliação da participação empresarial
  • Ampliação das ações de Marketing: divulgação, comercialização etc.
  • Apoio e ampliação da parceria com o projeto “Passos de Anchieta
  • Capacitação dos grupos gestores municipais
  • Conclusão da revitalização dos Poços Jesuíticos
  • Consolidação dos grupos gestores municipais
  • Criação de novas caminhadas dentro da programação do projeto “Passos de Anchieta”
  • Definição das responsabilidades das entidades parceiras
  • Deflagração da campanha publicitária “Terra de Anchieta”
  • Incentivo à criação de novos roteiros integrados regionalmente
  • Sensibilização de investidores para as iniciativas
  • Viabilização e implantação de projetos Âncoras

 

Cidade de São José de Anchieta

 

  • Ampliação do aproveitamento do patrimônio Ruínas do Rio Benevente
  • Implantação do Centro de Acolhimento no Santuário de São José de Anchieta
  • Ordenamento da rua comercial junto ao Santuário de São José de Anchieta

 

Cidade Canela Verde de Vila Velha

 

  • Apoio à reativação do sistema de transporte por barcas na Baía de Vitória
  • Projeto para a revitalização da Prainha
  • Transformação da Casa de Custódia de Aribiri em Centro Cultural

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: roteiro

 

Dias 26 e 27 de novembro de 2016 último, o consultor Otto Walter Schmiedt e o gestor do Sebrae-ES, João Márcio da Rocha, acompanhados de alguns futuros operadores de atrativos turísticos locais e membros do Grupo Gestor da Cidade Canela Verde de Vila Velha, foram até o balneário da Barra do Jucu, situado no litoral Sul deste Município, testar um possível roteiro a ser integrado à programação geral do Turismo Religioso.

A seguir, um resumo da programação cumprida durante aquele final de semana de muito Sol:

 

Sábado

 

  • Desjejum no Cama e Café da Magali
  • Caminhada em direção ao Morro da Concha
  • Visita à Praia da Concha
  • Palestra sobre body board com a multicampeã da modalidade, Neymara Carvalho
  • Degustação de bolinho de peixe no Lhulhu
  • Oficina de confecção de casaca com mestre Vitalino, da banda de Congo Mestre Honório
  • Almoço no Atelier Tambor de Congo: moqueca de Guaibira salgada com banana da terra
  • Artesanato do David
  • Atelier Ferrum Noricum, com forja tradicional europeia
  • Pousada Brisa na Barra e seu Museu Vivo da Barra, com acervo de renda de bilros
  • Associação Canela Verde
  • Fábrica de Tambores de Congo, com mestre Daniel, da banda de Congo Mestre Honório
  • Lanche da Dorinha, acompanhado de doses de jenipapina e histórias do congo
  • Atelier do artista plástico Kleber Galvêas
  • Apresentação da banda de Congo Jacarenema
  • Visita à Igreja de Nossa Senhora da Glória
  • Happy hour no Pub da Barra

 

Domingo

 

  • Missa na Igreja de Nossa Senhora da Glória
  • Visita às ruínas do Rio Jucu

 

A seguir, algumas imagens da programação:

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo: evolução

 

Nas duas imagens a seguir, a transformação de um atrativo situado na Cidade de São José de Anchieta. Trata-se do Atelier da Cristina, artista do artesanato em conchas, antes e depois dela se integrar aos trabalhos do projeto de Turismo Religioso, tendo recebido a consultoria prestada pelo especialista Otto Walter Schmiedt.

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 

Projeto de Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo já mostra progressos

 


 

Clique nos trechos em colorido ao longo do texto para abrir novas guias, com informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando para verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição da expressão “Turismo Religioso no Estado do Espírito Belo e Santo”  e diversas outras ao logo do texto é intencional. Elas são palavras-chave dos conteúdos. Colocá-las várias vezes na postagem faz parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, ou otimização para ferramentas de busca. Ajuda a destacar o trabalho na lista apresentada quando se pesquisa com Bing, Google ou Yahoo!

Nos meus textos de divulgação de turismo, adotei o critério de, ao citar uma cidade, fazê-lo em conjunto com seus apelidos. Exemplos: Cidade Canela Verde de Vila Velha e Cidade de São José de Anchieta. E, também, Estado do Espírito Belo e Santo.