Diretor da Travel Ace Assistance no Brasil, Roberto Roman, relembra fatos das primeiras realizações da Associação Brasileira das Agências de Viagens — Abav. Seu pai, Ricardo Roman, participou do esforço para realizar a segunda edição do evento, acontecida em 1974, 

 

Vice-presidente da Travel Ace no Brasil, Roberto Roman, afirma: “Esta realização sempre mostra-se como palco para momentos de grande contribuição para o desenvolvimento do setor e de relevância para a atividade do agente de viagens”

Vice-presidente da Travel Ace no Brasil, Roberto Roman, afirma: “Esta realização sempre mostra-se como palco para momentos de grande contribuição para o desenvolvimento do setor e de relevância para a atividade do agente de viagens”

 

O evento Abav Expo Internacional de Turismo, ao lado de sua sólida parceira Travel Ace Assistance vem escrevendo uma história de dedicação ao segmento que representa como um todo. E o vice-presidente da empresa no Brasil, Roberto Roman, afirma: “Esta realização sempre mostra-se como palco para momentos de grande contribuição para o desenvolvimento do setor e de relevância para a atividade do agente de viagens.”

Parte desta história está descrita no conteúdo em texto e imagens presentes nas páginas do livro comemorativo aos 60 anos da Associação Brasileira de Agências de Viagem — Abav Nacional. A obra reúne informações valiosas, reforçadas agora com memórias do jovem executivo. Seu pai, Ricardo Roman, foi dos grandes esteios para a concretização do primeiro evento que, 43 anos após, tornou-se a Abav Expo Internacional de Turismo.

 

Desde quando sua família, os Rowan, e a Abav são parceiras?

 

O primeiro evento da Abav, realizado de 25 a 28 de novembro de 1959, parte na cidade de São Paulo e parte no Município de Santos. Passados quase 15 anos, em abril de 1974, meu pai, Ricardo Roman, recebeu os diretores da Abav, Eduardo Nascimento, Goiaci Alves Guimarães e Leonel Rossi Júnior. Eles queriam saber como nosso Delphin Hotel Guarujá poderia ajudar a viabilizar a segunda edição, pois a entidade não tinha recursos.

 

Como evoluiu esta parceria?

 

Meu pai, em conjunto com a equipe Abav, ajudou a elaborar um Plano de Ação com vistas à viabilização daquela segunda edição do então congresso. Com tarefas e metas definidas para cada integrante, todos foram a campo em busca de mais apoios. Este esforço conjunto levou ao sucesso daquela empreitada, reunindo agências de viagens de todo o Brasil num dos mais prestigiados destinos do litoral do Estado de São Paulo.

 

Você pode citar um exemplo do que foi esse sucesso?

 

Há muitos, mas um é suficiente para comprovar: a participação de várias autoridades ligadas ao turismo, tanto da região quanto a capital e de todo o Estado de São Paulo. Isso, ao lado do mais importante personagem do setor na época, o então presidente da Embratur, Paulo Protássio. Até aquele momento, nenhum outro evento tinha alcançado tal feito. E passou a ser a norma daí em diante juntar empresários, entidades e Governo.

 

O que levou o evento Abav a ser itinerante?

 

O sucesso daquela segunda edição. Outras praças interessaram-se pela realização. Isso motivou os dirigentes da entidade a enfrentar o desafio de transportar por caminhão os estandes do litoral do Estado de São Paulo para a cidade de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. Sob coordenação e apoio daquele grupo inicial, vencidos todos os desafios, aconteceu a terceira edição do agora Congresso e Exposição Abav.

 

Quando a Travel Ace e a Abav oficializaram a parceria?

 

Há exatamente 22 anos, em 1993. O Congresso da Abav Nacional havia crescido muito e, por isso, para montar a infraestrutura de serviços de ambulâncias e assistência médica estava caro para entidade. A solução foi terceirizar a operação e, apresentada a ideia ao mercado, a Travel Ace preparou uma proposta vencedora. Desde então, ela disponibiliza a estrutura profissional capaz de garantir a cobertura a todos os participantes do evento.

 

A Travel Ace tem novidades para esta edição da Abav Expo Internacional de Turismo?

 

São 41 anos de dedicação à Abav. E a Travel Ace sempre inovou na oferta de serviços valorizando o agente de viagens como canal para personalização de consultoria. Agora, temos o aplicativo Travel Ace Assistance Guia de Viagem, integrando calculadora para administração de despesas, solicitação de assistência em tempo real via chat ou Skype e informações on line, detalhadas, sobre todas as coberturas contratadas pelos viajantes.

 

E quanto às novas obrigações impostas aos seguros-viagens?

 

Usaremos a Vila do Saber para capacitar e certificar agentes de viagens dentro das mais recentes exigências em termos de seguros-viagens, estabelecidas pela Superintendência de Seguros Privados, a Susep. Isso será possível graças à nossa parceria com a Yasuda Marítima Seguros, oriunda da integração de duas subsidiárias brasileiras da Sompo Japan Nipponkoa, uma das maiores e mais bem conceituadas seguradoras do mundo.

 

Você pode esclarecer um pouco sobre estas novas exigências?

 

Despesas médicas, hospitalares e odontológicas passam a fazer parte das coberturas obrigatórias oferecidas aos consumidores na contratação do Seguro Viagem para o exterior. Dentro do Brasil, será opcional. Esta mudança vai beneficiar milhares de pessoas em viagens nacionais e internacionais, pois passam a ter mais garantia de indenização na ocorrência de sinistros, principalmente envolvendo acidentes pessoais.

 

Quais são as principais diferenças em relação ao que existia?

 

Anteriormente, o Seguro Viagem tinha apenas duas coberturas obrigatórias, nos casos de morte e invalidez permanente, não atendendo plenamente as necessidades dos consumidores. Além das despesas médicas e hospitalares, a resolução determina ainda que, nas viagens ao exterior, o seguro deverá cobrir também o retorno do consumidor em caso de impedimento como passageiro regular. Um traslado médico, por exemplo.

 


 

A foto que ilustra este post foi fornecida pela Amigo Comunicção Integrada, assessoria de Imprensa da Abav Expo Internacional de Turismo.