Prédio de 80 anos abrigou o primeiro meio de hospedagem de luxo da capital do Estado da Bahia: Hotel Palace. Reinou absoluto até sofrer concorrência de empreendimentos mais modernos. Fechado 10 anos, retorna após verdadeira obra de arte, recuperando características originais.

 

Fera Palace Salvador Hotel: rejuvenescimento de marco histórico

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

Como só tinham valor coisas vindas do exterior, notadamente dos Estados Unidos da América e Europa, e pelo perímetro triangular do terreno no qual seria erguido, o prédio do Palace Hotel é uma cópia do Flatiron Iron Building, situado na Cidade de Nova York

 

A Cidade de Salvador, capital do Estado da Bahia, está recuperando um marco da sua história recente. O antigo Hotel Palace, situado na Rua Chile, bem no Centro Histórico, abandonado durante uma década, será reaberto. Volta a funcionar com 81 quartos, 12 suítes, dois bares, restaurante, salão de festas para 300 pessoas e piscina na cobertura, com vista única para Baía de Todos os Santos, Forte de São Marcelo e Ilha de Itaparica.

Isso será possível graças a investimentos de novo grupo dedicado à hospedagem com qualidade em operação no Brasil: Fera Hotéis. Os empreendedores patrocinaram um retrofit na edificação, preservando características externas, detalhes internos e essência original, às quais foram agregados confortos necessários da modernidade. Um trabalho primoroso de recuperação, conciliando aspectos contemporâneos de design e qualidade.

O antigo Hotel Palace foi o primeiro empreendimento a oferecer hospedagem no padrão luxo, tanto da Cidade de Salvador quanto no Estado da Bahia. Construído com material todo importado, principalmente da Europa, durante o auge do Ciclo do Cacau, seu projeto é inspirado no Flatiron Iron Building, prédio comercial da Cidade de Nova York, situada no Estado de Nova York, localizado na Costa Nordeste dos Estados Unidos da América.

Construído pelo comendador Bernardo Martins Catharino, logo tornou-se endereço dos coronéis do cacau vindos do Sul do Estado da Bahia. Também era muito procurado pelos políticos para encontros e reuniões. Reinou absoluto de 1934 até 1952, ultrapassado pelos confortos mais modernos do Hotel da Bahia: apartamentos amplos, banheiros exclusivos, elevadores de última geração, ramais telefônicos em todas as unidades e outros serviços.

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

Vista da entrada da Rua Chile a partir da Praça Castro Alves, na metade dos anos 1930, podendo ser observada parte da fachada do Palace Hotel, o segundo prédio para o fundo. Naquela época, aquela região era frequentada pela alta sociedade da Cidade de Salvador

 

Fera Palace Salvador Hotel: respeito à memória do prédio

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

Comparação da antiga fachada do Palace Hotel, logo após sua inauguração, em 1934, com a atualização que recuperou suas 639 janelas. A reforma foi verdadeiro trabalho de arte, preservando-se o máximo de originalidade ainda presente na belíssima edificação

 

Além da presença deste rival, e de outros surgindo ao longo da orla de praias da Cidade de Salvador, a decadência da Rua Chile foi outro fator para o declínio do Hotel Palace. Aumento do número de carros nas vias, congestionamentos constantes, espaços públicos tomados por ambulantes e moradores de rua, ausência de áreas para estacionamento e degradação visual deslocaram o comércio de luxo ali existente para novos eixos urbanos.

Enquanto o jogo foi liberado abrigou um movimentadíssimo cassino. A medida de sua importância se dá, por exemplo, com citação feita por Jorge Amado no romance “Dona Flor e seus Dois Maridos”: dona Flor pede a ao esposo, Vadinho, uma visita ao Palace Hotel como presente de aniversário. Reinou absoluto até final da década de1950, quando passou a ter concorrência de novos empreendimentos. Mesmo assim, funcionou até 2003.

O projeto de reforma é assinado pelo premiado arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl. Ele deu ênfase em recuperar tudo de original possível, destacando a herança histórica e itens característicos. “Respeitando a memória do prédio, restauramos cada detalhe das suas 629 janelas, 3.500 metros quadrados da fachada, adornos Art Déco e piso de taco e de mármore, combinação de arte, beleza, funcionalidade e originalidade” — revela ele.

Execução em verdadeiro trabalho de arte, cuidando dos mínimos detalhes, preservou o máximo de elementos dos tempos áureos do empreendimento. Mas se, na configuração antiga, havia toaletes de uso comum, feminino e masculino, por andar, agora cada quarto tem o seu, exclusivo. E carregador duplo USB para celulares, caixa de som controle bluetooth, cofre de fechadura digital, despertador, minibar, secador de cabelo e smart TV.

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

O visual do Fera Palace Salvador Hotel depois de recuperado para tornar-se um hotel-boutique, reunindo a riqueza do passado com o melhor da modernidade. Os apartamentos receberam todos os itens de conforto comuns nos meios de hospedagem da atualidade

 

Fera Palace Salvador Hotel: revitalização de um esplendor

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

O lobby do Fera Palace Salvador Hotel mostra o resultado do trabalho de preservação desenvolvido no prédio. Os elementos Art Déco foram mantidos, como as colunas decoradas, detalhes da iluminação, teto de gesso com sua sancas, piso de granito etc.

 

A intenção dos novos operadores é fazer o Fera Palace Hotel Salvador, que já recebeu personalidades como Carmem Miranda, Orson Welles e Pablo Neruda, voltar a seus dias de notabilidade. Contribuem para este objetivo dois aspectos fundamentais: o esmero dedicado à decoração procura traduzir o espírito e a identidade da Cidade de Salvador e o resgate de um ícone local, sinônimo de beleza e sofisticação por mais de cinquenta anos.

Um detalhe se destaca: a vista deslumbrante da Baía de Todos os Santos na cobertura fará daquele espaço um dos mais concorridos do empreendimento. Vão contribuir também para essa preferência a piscina de borda infinita tendo ao lado um bar descontraído; área fitness, dotada de atualizadíssimos equipamentos para exercícios anaeróbicos e atividades de musculação; e quatro espaços para massagem: dois ao ar livre e dois climatizados.

Aliás, a instalação dessa piscina é um caso à parte. Aproveitando a solidez da estrutura da edificação, erguida há mais de 80 anos, época em que se pecava pelo excesso, ela simula equipamentos olímpicos, com 25 metros de extensão. Retirado o antigo telhado, o espaço foi ocupado também por um deck de madeira e um solário. Aberto ao uso, sem sombra de dúvida, tornar-se-á point para encontros descolados, principalmente nos finais de tarde.

Além disso, o novo Fera Palace Hotel Salvador tem outros diferenciais significativos: Lobby Bar projetado como local jovem e descontraído, ideal para desfrutar de drinks e lanches com amigos; salão de eventos com capacidade para 300 pessoas; cinco salas para conferências totalmente equipadas; e salas exclusivas para reuniões e refeições privativas. Os últimos dotados da mais atual infraestrutura de tecnologia da informação necessária.

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

Quem vê um apartamento de hotel com todos estes itens de conforto nunca imaginaria que ele integra um edifício com mais de 80 anos de idade se isso não fosse revelado. Isso é resultado do projeto de retrofit desenvolvido pelo arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl

 

Fera Palace Salvador Hotel: eventos, lazer, negócios…

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

A estrutura de lazer colocada na cobertura do Fera Palace Salvador Hotel vai transformar aquele local num dos espaços mais procurados do empreendimento. Hóspedes e visitantes poderão apreciar a vista única da Baía de Todos os Santos e diversos outros monumentos

 

Tem plenas condições para receber eventos corporativos e sociais: almoços festivos, brunchs especializados, comemorações de aniversários, confraternizações de empresas, coquetéis diferenciados, festas de formaturas, recepções de casamentos etc. Sem esquecer assembleias, encontros, reuniões, seminários, treinamentos e workshops — ou ações de marketing de apresentação de marcas, lançamentos de produtos e promoção de serviços.

O serviço de catering poderá ser adquirido junto ao Restaurante Adamastor, no térreo do Fera Palace Hotel Salvador, com capacidade para 120 pessoas. Aberto diariamente para atendimento a hóspedes e visitantes, seu variado cardápio de pratos contemporâneos foi criado a partir de sabores do Estado da Bahia. A denominação refere-se ao pai do cineasta Gláuber Rocha, proprietário de uma sofisticada loja de artigos masculinos na Rua Chile.

Ela foi aberta em 1549 por Tomé de Souza, primeiro Governador Geral do Brasil, com o nome de Rua Direita dos Mercadores. Com o desenvolvimento da Cidade de Salvador, tornou-se porta de entrada para locais como Câmara Municipal, Conjunto Arquitetônico da Misericórdia, Igreja da Ajuda, Elevador Lacerda, Mercado Modelo, Museu de Arte Sacra, Pelourinho e Praça Castro Alves — além, hoje, da moderníssima Bahia Marina.

Seu entorno era o reduto chique da Cidade de Salvador até lá pelo final da década de 1960. Concentrava lojas frequentadas pela elite local, escritórios de grandes empresas e consultórios dos médicos renomados. Ali pontificaram marcas famosas no Estado da Bahia e no Brasil, durante meados do século XX, anos 1900: Alfaiataria Londres, Casa Duas Américas, Casas Pernambucanas, Lojas Americanas, Lojas Slopper e bem mais.

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

Outros detalhes da estrutura de lazer da cobertura do Fera Palace Salvador Hotel. O lounge com mesas e cadeiras confortável, com serviço de bar de primeira, vai tornar-se um novo ponto de encontro da Cidade de Salvador, principalmente nos finais de tarde

 

Fera Palace Salvador Hotel: renascimento do Centro Histórico

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

O investidor Antônio Mazzafera acumulou experiência em hotelaria atuando em grupos como Maybourne Hotel Group, gestor de marcas como Claridge´s, The Berkeley, The Connaught e The Savoy, todos situados na Cidade de Londres, capital da Inglaterra

 

A revitalização do Fera Palace Salvador Hotel será a primeira de diversas transformações com previsão de alterar significativamente a paisagem da região histórica da Cidade de Salvador. Uma delas será outro significativo investimento do mesmo grupo Fera. Trata-se do Bahia Design District, reunindo, num mesmo empreendimento, centro cultural, centro gastronômico, edifício comercial e prédio de lofts residenciais, além de estacionamento.

A Fera Investimentos é liderada pelo empresário Antônio Mazzafera, nascido no Estado de Minas Gerais, mas com vivência internacional no ramo da hotelaria. Sua experiência no setor é significativa, tendo sido diretor mundial do Maybourne Hotel Group, ex-Savoy Group, proprietário de nomes de destaque mundial no segmento, como Claridge’s, The Berkeley, The Connaught e The Savoy. E ele pretende reproduzir isso em seu País natal.

— Vamos montar uma rede de hotéis-boutique, diferenciados, mesclando produtos com arquitetura diferenciada, design único e serviço personalizado, ligados à cultura local — explica Antônio Mazzafera. “Com o Fera Palace Salvador Hotel, tanto baianos quanto turistas visitando a Cidade de Salvador vão recuperar o desejo de visitar a Rua Chile e seu entorno, além desfrutar de momentos principalmente junto à piscina, na cobertura.”

A segunda iniciativa do grupo também está em andamento, com retrofit semelhante na Rua Augusta, na Cidade 24 Horas de São Paulo, capital do Estado de São Paulo. Em semelhança à Rua Chile, esta via paulista também já sediou os endereços de compra de luxo daquela cidade. A partir do final dos anos 1980, entrou em decadência, devido à deterioração do chamado Centro Velho e a inauguração de diversos shopping centers.

 

Cidade de Salvador recupera antigo ícone da hotelaria de luxo, com Fera Palace Hotel

O arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl, à esquerda, visitando as obras de recuperação do prédio em que agora está instalado o Fera Palace Salvador Hotel. Na oportunidade, foi acompanhado do empresário Antônio Mazzafera, ambos na cobertura da edificação

 

Fera Baixa Augusta São Paulo Hotel: resgate do charme local

 

O Fera Baixo Augusta São Paulo Hotel também surge fazendo o resgate da história de do local onde está instalado. Com isso, pretende fomentar o turismo naquelas proximidades, estimulando a economia da região. Do mesmo modo que seu irmão baiano, apresentará design, decoração, serviço e gastronomia totalmente personalizados. O empreendimento será boa opção tanto para o público em viagem de negócios como para quem busca lazer.

São 18 andares, 94 apartamentos, restaurantes e bares, estes abertos ao público. Há, ainda, quatro salas de eventos, com capacidade até 100 pessoas. Dos pisos às paredes, a decoração evidencia as cores e a arte de rua. A iluminação remete à vida noturna e os móveis surpreendem pelo design contemporâneo. E chega num bom momento, com a reabertura de outro ícone da hotelaria local na mesma via, o antigo Hotel Cad d’Oro.

 


 

Matéria produzida a partir da participação na edição 2016 da Abav Expo Internacional de Turismo, dias 28, 29 e 30 de setembro, nas instalações do Expo Center Norte, na Cidade 24 Horas de São Paulo, capital do Estado de São Paulo.

Clique nos trechos em colorido ao longo do texto para abrir novas guias, com informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando para verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição da expressão “Fera Palace Salvador Hotel” é intencional. Ela é a principal palavra-chave dos conteúdos. Colocá-la várias vezes na postagem faz parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, ou otimização para ferramentas de busca. Ajuda a destacar o trabalho na lista apresentada quando se pesquisa com Bing, Google ou Yahoo.

Nos meus textos de divulgação de turismo, adotei o critério de, ao citar uma cidade, fazê-lo em conjunto com seus apelidos. Exemplos: Cidade 24 Horas de São Paulo, Cidade Atenas Brasileira de São Luís, Cidade das Mangueiras de Belém, Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro, Cidade Presépio de Vitória etc. E, também, Estado de Santa e Bela Catarina e Estado do Espírito Belo e Santo.

Produzido a partir de releases divulgados pela Assessoria de Imprensa da Fera Hotéis, conhecimentos gerais do autor e pesquisas na Internet, principalmente Wikipedia e sites de Governos de Estado, Municípios e entidades ligadas ao setor do turismo. Não é um trabalho científico, podendo apresentar erros. Se eles forem apontados, reeditarei o material com as correções.