Município tem diferenciais para se destacar em turismo nos cenários nacional e, até mesmo, internacional. Lá, aconteceu a primeira perfuração de um poço de petróleo no Brasil. Atrativos naturais são complementados por iniciativas culturais. Culinária caipira, com sabor de roça.

 

Cidade de Bofete: local de bons ares, poluição zero e verde mil

 

O Estado de São Paulo, uma das unidades da Federação do Brasil, situado na Região Sudeste do País, é constituído por 645 Municípios. Um deles, localizado ao Centro-Sul, abriga a Cidade de Bofete, distante cerca de 200 quilômetros a Sudoeste da capital paulista, a Cidade de São Paulo.

Grande em território —tem 650 quilômetros quadrados de área —, abriga população diminuta, com 12 mil habitantes, aproximadamente. Até o ano de 1880, data da emancipação política, sua história se confunde com a do Munícipio de Botucatu, do qual Bofete fazia parte, como Distrito.

Botucatu vem de “ybytukatu” — com significado de “vento bom”, “bons ares”, na língua tupi. E, assim como sua vizinha, a Cidade de Bofete também é uma “Cidade dos Bons Ares”: área urbana pequena, ausência de edifícios, industrialização mínima e verde, muito verde, para todos o lado.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

A Cidade de Bofete é uma “Cidade dos Bons Ares” — assim como a vizinha Cidade de Botucatu, de onde foi desmembrada; Botucatu vem de “ybytukatu”, significando “vento bom”, “bons ares”, na língua tupi: área urbana pequena, ausência de edifícios, industrialização mínima e muito verde

 

Cidade de Bofete: junto a um peabiru, caminho de grama amassada

 

Aliás, no século XIX, os anos 1800, as sesmarias daquela imensa região da Capitania de São Vicente eram tratadas como “terras dos bons ares”. Os primeiros humanos a desfrutarem das belezas e riquezas lá disponíveis eram nativos Paí Tavyterã — ou Guaranis Kaiowás, ou Caiouás.

Suas aldeias distribuíam-se ao longo de um “peabiru”. Na língua tupi, “pe” é caminho; e, “abiru”, grama amassada. Eram trilhas criadas desde bem antes da chegada do homem branco e, por ali, cruzavam ramificações da mais importante delas, unindo Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico.

A rede de picadas nascia no litoral da Cidade de São Vicente, vencia a muralha da Serra do Mar, cruzava Sudeste do Estado de São Paulo e o Norte do Estado do Paraná. Depois, adentrava pelo Paraguai, avançava através da Bolívia, ultrapassava a Cordilheira dos Andes e chegava ao Peru.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

O peabiru cortando o Município de Bofete nascia no litoral da Cidade de São Vicente, vencia as escarpas da Serra do Mar, cruzava Sudeste do Estado de São Paulo e Norte do Estado do Paraná, adentrava o Paraguai, avançava pela Bolívia, vencia a Cordilheira dos Andes e chegava ao Peru

 

Cidade de Bofete: área pertencia aos domínios da Espanha

 

Por alcançar domínios do Império Inca, permitindo viagens também de lá para cá, uma lenda trata as montanhas conhecidas como Três Pedras — um dos atrativos naturais significativos do Município de Bofete — como os restos de um templo daquela civilização construído por aqui.

Quando do descobrimento do Brasil por Portugal, devido ao limite do Tratado de Tordesilhas, o território do Município de Bofete estava em domínios da Espanha. Os bandeirantes, em busca de cativos para trabalhar na agricultura, desrespeitaram este limite, avançando a Oeste.

Aproveitando os traçados dos peabirus, aceleravam as viagens, tornando-se assim os primeiros estrangeiros a botar os pés na região. Entre muitas idas e vindas, as Bandeiras, aos poucos, criaram condições para o povoamento, iniciado em 1766, onde hoje fica a Cidade de Botocatu.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Quando do descobrimento do Brasil por Portugal, devido ao limite do Tratado de Tordesilhas, o território do Município de Bofete estava em domínios da Espanha. Os bandeirantes paulistas, em busca de cativos para trabalhar na agricultura, desrespeitaram este limite, avançando para Oeste

 

Cidade de Bofete: ocupação da formação geológica Cuesta

 

Por ordem do governador da Capitania de São Vicente, Luís Antônio de Sousa Botelho Mourão, o paulista Simão Barbosa Franco ergueu as primeiras construções nas proximidades do Ribeirão dos Lava-Pés. Em meio século, as fazendas ocuparam todos os terrenos situados na parte plana.

Como não parava de chegar desbravadores, estava na hora de vencer as enormes escarpas vistas ao longe. Uma formação geológica denominada Cuesta — significando colina ou monte, no espanhol —, caracterizada por um paredão íngreme de um lado e um declive suave do outro.

Esse processo é iniciado em 1830 e se desenvolve rapidamente. Em 1840, chegam as famílias de Feliz Hilário, João Antônio Gonçalves e Vicente Ferreira da Costa, fixando residência próximo à Serra de Botucatu. Estes três pioneiros são considerados os fundadores do Município de Bofete.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

A Cidade de Bofete surge após os desbravadores vencerem as escarpas da formação geológica denominada Cuesta — significando colina ou monte, no espanhol —, caracterizada por paredão íngreme de um lado e um declive suave do outro — como nessa vista da Serra de Botocatu

 

Cidade de Bofete: história inicial coincide com Cidade de Botucatu

 

Novos sertanistas chegam, radicando-se na região. A fé católica do povo impõe a construção de uma capela. Não dava mais para o padre rezar missas em locais improvisados. Assim, em 1843, Vicente Ferreira doa imagem de Nossa Senhora dos Remédios e terreno para se erguer o templo.

Em 23 de dezembro do mesmo ano, o capitão-donatário José Gomes Pinheiro Veloso cede terras para criação do Patrimônio da Freguesia de Sant’Anna de Botucatu, data considerada como da fundação da Cidade de Botucatu —primeiro passo para surgimento da Cidade de Bofete.

Em 19 de fevereiro de 1846, surge a Freguesia de Cima da Serra de Botucatu, nome alterado para Patrimônio de Nossa Senhora da Piedade em 1847. Em 14 de abril de 1855, elevado à categoria de Vila, recebe emancipação administrativa e política, nascendo ainda a Comarca de Botucatu.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Mapa do interior da Capitania de São Vicente, em 1792. Por ordem do capitão-donatário Luís Antônio de Sousa Botelho Mourão, o paulista Simão Barbosa Franco ergueu construções nas proximidades do Ribeirão dos Lava-Pés. Esta ocupação levou à criação do Município de Bofete

 

Cidade de Bofete: subsolo ocupado pelo Aquífero Guarani

 

Em 20 de abril de 1876, acontece a criação do Município de Botucatu. Na mesma data, surge o embrião da Cidade de Bofete: na região conhecida como Samambaia, é criado o Distrito de Rio Bonito. Em 1880, desmembrado do Município de Botucatu, nasce o Município de Rio Bonito.

O solo fértil, formado por sedimentos ricos em humus, trazidos pelas águas e ali depositadas, e a proximidade a diversos rios, levou grande desenvolvimento à agricultura. Porém, até metade do século XIX, anos 1800, eram culturas mais voltadas à subsistência, com poucas trocas externas.

Importante: a riqueza hídrica da região vem dela estar situada sobre o Aquífero Guarani, o maior manancial subterrâneo de água doce do mundo. E parte da recarga desta grande reserva se dá justamente através do solo do atual Município de Bofete e dos demais situados no entorno.

No Brasil, de Norte para Sul, estende-se sob Estado de Mato Grosso, Estado de Goiás, Estado de Mato Grosso do Sul, Estado de Minas Gerais, Estado de São Paulo, Estado do Paraná, Estado de Santa Catarina e Estado do Rio Grande do Sul — e parcelas da Argentina, Paraguai e Uruguai.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

A riqueza hídrica do Município de Bofete vem dele estar situada sobre o Aquífero Guarani, o maior manancial subterrâneo de água doce do mundo. E parte da recarga desta grande reserva se dá justamente através do solo de toda aquela região, graças a um regime de chuvas bem generoso

 

Cidade de Bofete: significado de uma denominação tão incomum

 

Esse panorama muda a partir de 1850, com a entrada de lavouras de café e imigrantes europeus, principalmente italianos. Durante cerca de 100 anos, foi um período de ouro para o Município de Rio Bonito, exportando grandes safras de grãos pela Estrada de Ferro Sorocabana.

Vivendo boom na economia, em 1921, passa a chamar-se Município de Bofete. Nome incomum, chama atenção de todos, querendo saber a razão da denominação. Ela tem a ver com a história da região, por muito tempo rota de passagem e ponto de descanso de grupos de viajantes.

E nasce com os tropeiros, transitando entre Capitania do Paraná e Capitania das Minas Gerais, desde o período do Ciclo do Ouro. Eles acampavam ao pé de um morro, junto a uma rocha com um buraco esculpido pacientemente pela ação da erosão, assemelhando-se a grande gaveta.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Monumento aos tropeiros, da Cidade de Lapa, no Estado do Paraná, retratando homens cruzando o território brasileiro em todas as direções, conduzindo grupos de burros com cargas sobre os lombos ou comitivas de gado. Essa atividade sobrevive ainda hoje em pontos remotos do País

 

Cidade de Bofete: de Morro do Buffet a Morro do Bofete

 

Segundo a memória vigente na região, nessa câmera eram estocados alimentos não perecíveis, a serem consumidos por outras comitivas. Na partida, estas repetiam a gentileza. Discordo. Qual o sentido de trazer arroz e feijão novos, por exemplo, e consumir algo deixado ali faz tempos?

Além do mais, seria chamariz de baratas, insetos, ratos e seus predadores. Na verdade, queriam evitar carregar peso desnecessário. Deixavam mesmo eram utensílios de cozinha, como panelas, usadas no preparo dos alimentos — solução repetida em outros pontos dos diversos trajetos.

Nas casas, isso era feito num móvel identificado pelo termo francês “buffet”. E começaram a se referir àquele ponto de descanso como o Morro do Buffet. A grafia e a pronúncia foram alteradas pelo falar dos peões: primeiro, para Morro do Bufete; depois, Morro do Bofete.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Os tropeiros começaram a se referir ao ponto de descanso no qual deixavam guardados utensílios de cozinha como Morro do Buffet. Grafia e pronúncia mudaram pelo falar dos peões: primeiro, para Morro do Bufete; depois, Morro do Bofete — acabou criando a denominação do Município

 

Cidade de Bofete: economia assentada no agronegócio

 

A popularização desta última identificação levou-a a ser estendida para nominar um Município com economia baseada, fortemente, em atividades de agronegócio: criação de búfalos, cultivo de laranja, engorda de frangos, florestas de eucalipto, produção de ovos, pecuária de corte e outras.

O setor industrial está representado por duas empresas: processadora de alimentos veganos e especializada na reciclagem de fios de cobre. Comércio e prestação de serviços são capazes de satisfazer com folga as necessidades de moradores e visitantes — esses, em número crescente.

O Centro da cidade e a Zona Rural apresentam pequena rede de hospedagem, formada por hotéis simples e pousadas charmosas, recebendo com conforto e qualidade gente oriunda de todo o Estado de São Paulo, outras partes do território brasileiro e até mesmo alguns do exterior.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Município de Bofete tem sua economia baseada, fortemente, em atividades de agronegócio, como criação de búfalos, cultivo de laranja, engorda de frangos, florestas de eucalipto, produção de ovos, pecuária de corte e outras. Mas, nos últimos anos, o turismo vem apresentando crescimento

 

Cidade de Bofete: agroturismo, ecoturismo, turismo cultural…

 

O Município de Bofete vem destacando-se em vários segmentos do turismo: agroturismo, ecoturismo, turismo cultural, turismo de aventura, turismo de esportes radicais, turismo de eventos e turismo rural — além de possuir diferencial único em termos de turismo de história.

Lá, ocorreu a primeira prospecção de petróleo no País. Em 1892, Eugênio Ferreira de Camargo, com estrutura rudimentar para os dias atuais, perfurou o solo por quase 500 metros, vencendo espessa camada de areia argilosa — cheirava a óleo —, até alcançar lençol de água sulfurosa.

Deixou um poço jorrando até hoje, passados 126 anos, marcado por monumento na Fazenda São Jorge. Até a década de 1970, crianças banhavam-se no lago junto à bica, aproveitando para escurecer a pele esfregando com as mãos gotas de óleo boiando na superfície.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Eugênio Ferreira de Camargo, ao centro, de fraque, junto a auxiliares, à frente da sonda usada para fazer a primeira perfuração em busca de petróleo no Brasil. Esse fato aconteceu em 1892, no Município de Bofete, interior do Estado de São Paulo, sendo maior orgulho da população local

 

Cidade de Bofete: lar da formação montanhosa Gigante Adormecido

 

Situada praticamente às margens do quilômetro 183 da Rodovia Castelo Branco, a sede abriga a típica cidade do interior, muito comum em nossa Nação: gente amistosa, povo ordeiro, nenhuma poluição atmosférica, violência zero, vida calma, nenhum transtorno no trânsito de veículos…

Os principais atrativos naturais de turismo do Município de Bofete são formações rochosas: uma sequência de montanhas formando o perfil do corpo de um Gigante Adormecido, visto de longe; particularmente, os pés são representados pelas proeminências batizadas de Três Pedras.

Estas, ladeadas por bosque formado por mangueiras ideal para se montar acampamentos, têm sido muito procuradas por praticantes de alpinismo e rapel. O topo de uma delas pode ser alcançado a pé, vencendo trilha com apenas um trecho apresentando certo grau de dificuldade.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

No contorno junto ao Céu azul, o Gigante Adormecido: à esquerda, os pés; a seguir, as pernas; ao centro, o abdômen; e, à direita, a cabeça. Ele é um dos maiores atrativos naturais do Município de Bofete, atraindo turistas de todo o Brasil, e até mesmo do exterior, para admirar sua imponência

 

Cidade de Bofete: ouro dos jesuítas em caverna das Três Pedras

 

Outro atrativo das Três Pedras tem a ver com lenda relacionada à expulsão dos jesuítas do Brasil por ordem do Marquês de Pombal, em 1759. Antes de partirem, esconderam uma fortuna em ouro numa caverna, cuja entrada acabou obstruída por desabamento de pedras.

Além de ter-se tornado Município de Interesse Turístico no Estado de São Paulo, faz parte do Polo Turístico Cuesta, ao lado de outros 10 congêneres. Todos integram circuito de cicloturismo e treking, com suas trilhas mapeadas e sinalizadas, com cerca de 400 quilômetros de extensão.

No turismo cultural, a realidade rural do Município de Bofete, na década de 1960, serviu de pano de fundo para o trabalho “Os parceiros do Rio Bonito: estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida”, desenvolvido por Antônio Cândido de Mello e Souza.

Sociólogo, crítico literário e, principalmente, professor e pesquisador da Faculdade de Filosofia e Letras, da Universidade de São Paulo — USP, ele viveu durante três meses numa fazenda cortada pelo Rio Bonito, período usado no levantamento dos dados fundamentais ao trabalho.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Outro atrativo de visitantes são as Três Pedras, com sua uma lenda relacionada à expulsão dos jesuítas do Brasil por ordem do Marquês de Pombal, em 1759. Antes de partirem, esconderam uma fortuna em ouro numa caverna, cuja entrada acabou obstruída por desabamento de pedras

 

Cidade de Bofete: cidade natal do cantor sertanejo Carreirinho

 

Terra-natal de Carreirinho, nome artístico de Adauto Ezequiel, compositor e cantor de música sertaneja raiz, autor de clássicos como “Boi Soberano” e “Ferreirinha”. Morto em 2009, ganhou espaço sobre sua rica trajetória de vida, aberto à visitação, no Centro da cidade.

É o Centro Cultural de Bofete, reunindo alguns dos pertences do filho ilustre do Município de Bofete: fotos diversas, manuscritos de letras de músicas, roupas usadas em shows, sua viola preferida e outros mais. Em datas especiais, ali acontecem audições do Coral Municipal.

Ali perto, na Praça da Matriz, merece ser visitada a Igreja de Nossa Senhora da Piedade. Apesar de ser um templo erguido já no século XX, anos 1900, seus idealizadores reproduziram o Estilo Barroco na localização da torre do sino, disposição de portas e janelas e detalhes de decoração.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Carreirinho, nome artístico de Adauto Ezequiel, compositor e cantor de música sertaneja raiz, autor de clássicos como “Boi Soberano” e “Ferreirinha”, nasceu no Município de Bofete. Morto em 2009, ganhou espaço sobre sua rica trajetória de vida, aberto à visitação no Centro da cidade

 

Cidade de Bofete: único festival de música sertaneja-raiz do País

 

Também em memória a esse grande artista, foi criado o Festival Carreirinho de Música Sertaneja-Raiz. Único em todo o território nacional, promovido anualmente no Município de Bofete, atrai duplas iniciantes em busca de consagração numa competição marcada pela viola.

Ao mesmo tempo, shows em praça pública levam ao delírio os apreciadores deste estilo, graças à presença de nomes já conhecidos, tanto no cenário nacional quanto no internacional: Di Paullo e Paulino, Gino e Geno, May e Karen, Milionário e Marciano — e muitos outros do mesmo nível.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Outra homenagem ao filho ilustre foi a criação, há uma década, o Festival Carreirinho de Música Sertaneja-Raiz. Único em todo o território nacional, promovido anualmente no Município de Bofete, atrai duplas iniciantes em busca de consagração numa competição marcada pela viola

 

Cidade de Bofete: sucesso do Rodeo Show sob estrutura coberta

 

Outro evento é o Rodeio Show, desenvolvido sob estrutura coberta para dar mais conforto aos visitantes. Além do tradicional duelo entre peões valentes e touros bravios, o público é brindado com shows de artistas como Antony e Gabriel, Day e Lara, Dennis DJ, Munhoz e Mariano…

Durante a estação mais fria do ano, acontece o Festival de Inverno Top de Bofete: festa gratuita, na praça central da cidade, em estrutura coberta e palco de primeira, com artistas da Música Popular Brasileira — MPB: Art Popular, Batuque do Bem, Pedro Paulo e Alex, Tati Romero etc.

No turismo relacionado a esportes, além de competições de enduro a pé e ralis de ciclismo, chama atenção um evento voltado à formação cidadã das crianças, e do qual podem sair futuros grandes nomes, inclusive para o mercado mundial: Copinha Internacional de Futebol Mirim.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Outro evento de sucesso no Município de Bofete é o Rodeio Show, desenvolvido sob estrutura coberta, dando mais conforto aos visitantes. Além do tradicional duelo entre peões e touros, o público é brindado com shows de artistas como Antony e Gabriel, Day e Lara, Dennis DJ, Munhoz e Mariano…

 

Cidade de Bofete: culinária de receitas da roça e pratos caipiras

 

Entre um passeio e outro, após alguma visita, antes ou após competições esportivas ou shows musicais, é momento de experimentar delícias da culinária local. Nessa área, o Município de Bofete também não decepciona, com os seus cardápios trazendo receitas de diversas culturas.

Receitas centenárias, mesclando sabores dos nativos à cozinha dos portugueses e, mais tarde, dos imigrantes italianos, por exemplo. Entretanto, as de maior sucesso são heranças dos viajantes cruzando aqueles sertões ermos, conduzindo burros de carga ou comitivas de gado.

Arroz-de-carreteirofeijão-de-tropeiro, de preferência preparados no fogão a lenha, com ingredientes frescos, trabalhados com carinho e esmero. E temperados com generosidade da gente da roça e simplicidade dos caipiras, as duas 100% presentes naquele povo.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

Culinária típica do Município de Bofete: arroz-de-carreteiro e feijão-de-tropeiro, preparados no fogão a lenha, com ingredientes frescos, trabalhados com carinho e esmero e temperados com generosidade da gente da roça e simplicidade dos caipiras, as duas 100% presentes naquele povo

 

Cidade de Bofete: cenários de produções para cinema e TV

 

Competindo com 500 outros Municípios, tirou primeiro lugar na categoria Turismo de Aventura, no Top Destinos Turísticos, uma promoção das seccionais Estado de São Paulo da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil — ADVB-SP e do Skal Internacional do Brasil.

Destaque interessante do Município de Bofete esta em servir de cenário a produções de cinema e televisão. A TV italiana RAI gravou a minissérie “Di padre in figlia” — “De pai para filha”, em português —, sob a batuta de Riccarto Milani, diretor respeitado além dos limites da Itália.

Carmo Della Vecchia, ator da Rede Globo de Televisão, integrava o elenco. Já o brasileiro Luís Carone filmou “Meteoros”, história de dois jovens criados na Cidade de São Paulo. Eles viajam para passar o final de semana no sítio da família de um deles, localizado no Município de Bofete.

Tem previsão de estrear em 2019, em paralelo a outra produção planejada para acontecer no Município de Bofete: um episódio do reality show “Friends out of box” — “Amigos fora da caixa”, em português —, no qual nomes do cenário nacional envolvem-se com o dia-a-dia local.

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

O lançamento do reality show “Friends out of box” — “Amigos fora da caixa”, em português —, durante a Abav Expo Internacional de Turismo 2018, foi muito concorrido. Com previsão de ir para o ar em 2019, um dos episódios está planejado para acontecer no Município de Bofete

 

Cidade de Bofete: imagens valendo milhões de palavras

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 

Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio

 


 

O post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio” foi produzido por João Zuccaratto, jornalista especializado em turismo baseado na Cidade de Vitória, a capital do Estado do Espírito Santo, em função da participação na Abav Expo Internacional de Turismo 2018,  realizada de 26 a 28 de setembro de 2018, no Centro de Eventos e Exposições do Anhembi, na Cidade de São Paulo, capital do Estado de São Paulo,

Clique nos trechos em colorido ao longo do texto do post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio” para abrir novas guias, com informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando a verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição de diversas expressões ao longo do conteúdo do post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio” — como “Cidade de Bofete” — é intencional. Elas são as principais palavras-chave dos conteúdos. Colocá-las várias vezes na postagem faz parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, ou otimização para ferramentas de busca. Ajuda a destacar o trabalho na lista apresentada quando se pesquisa com BingGoogle ou Yahoo!.

O post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio” pode apresentar erros. Se eles forem apontados, reeditarei o material com as correções.

Todas as fotos e imagens presentes no post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócios” têm origem identificada. Se o autor de algumas delas discordar do seu uso, basta avisar que será substituída.

O post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócio” está republicado nos seguintes endereços da Web:

• Link de notícias do site da Associação de Jornalistas e Blogueiros do Brasil — Ajobtur, e

• Revista Receptiva, da Cidade de Bento Gonçalves, um dos ícones do turismo da Serra Gaúcha, região de montanhas localizada a Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul.

O post “Cidade de Bofete, interior do Estado de São Paulo, investe no turismo para diversificar sua economia, baseada atualmente em apenas atividades ligadas ao agronegócios” pode estar republicado nos seguintes endereços da Web:

• Blog do Jornal Passaporte, da Cidade de Belém, capital do Estado do Pará;

• Facebook do Jornal Cidade Sorriso, da Cidade de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul; e,

• News do Jornal Turismo & Serviços.