Empresário e liderança no setor de agências de viagens expressa seu otimismo quanto às perspectivas econômicas. Preparando-se para estar presente no maior evento do segmento em toda a América Latina, traz sua visão sobre o turismo atual no Estado de Minas Gerais.

 

Meio século de atuação e experiência de mercado

 

O empresário Antônio Felizardo da Matta é dos mais experientes agentes de viagens operando na Cidade de Belo Horizonte, a bela capital do Estado de Minas Gerais. Entrou no segmento no meio dos anos 1960, ao final da adolescência, como office boy. Tornou-se empresário ao final dos anos 1980 e, ao lado da companheira inseparável Márcia Resende, gerencia a B&L Union Travel, conceituada empresa tanto em território mineiro quanto fora dele.

Ao lado das inúmeras responsabilidades como empreendedor, mantém forte atuação de representatividade dentro de sua classe, sendo dos mais antigos membros da Seccional Estado de Minas Gerais da Associação Brasileira das Agências de Viagens — Abav-MG. Depois de conduzir os destinos desta organização por dois mandatos consecutivos, com vitórias expressivas em suas gestões, segue na Diretoria como vice-presidente Financeiro.

Também vem contribuindo com sua experiência para o sucesso da entidade em termos de Brasil, a Associação Brasileira das Agências de Viagens — Abav Nacional, fazendo parte das últimas Diretorias. Atualmente, é um dos três integrantes titulares do Conselho de Arbitragem, Conciliação e Ética, além de contribuir para a organização e a gestão da Abav Expo Internacional de Turismo, a maior feira de negócios deste setor na América Latina.

Outra atuação consistente de Antônio Felizardo da Matta está ligada à participação no Skal Internacional, tanto aquele da Cidade de Belo Horizonte quanto o do Brasil. Para quem não conhece, o Skal é uma organização de âmbito internacional, reunindo todo tipo de profissional ligado ao turismo. Apesar de ter um formato voltado mais às confraternizações, tem um forte aspecto de networking e também contribui bastante na promoção de destinos por todo o mundo.

Um dos apoiadores da edição 2016 da Feijoada do Maranhão, realizada no dia 27 de agosto último, no Hotel Belo Horizonte Othon Palace, entre um contato aqui, outro ali e mais outro acolá — demonstração inequívoca da riqueza de relacionamentos pessoais e profissionais e de forte popularidade dentro da sociedade local —, foi nos concedendo esta entrevista, aqui estruturada não na velha forma de perguntas e respostas, e sim a partir dos temas tratados.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

Fotógrafo Valdez Maranhão, empresário Antônio Felizardo da Matta e deputado federal pelo Estado de Minas Gerais, João Leite, quando da edição 2016 da Feijoada do Maranhão, nos salões do Hotel Belo Horizonte Othon Palace, no Centro da Cidade de Belo Horizonte

 

Feijoada do Maranhão completando 25 anos

 

A Feijoada do Maranhão nada mais é que o reflexo da personalidade única do seu criador e realizador. Valdez Maranhão, além de ser um competente fotógrafo jornalístico, é exímio construtor e mantenedor de relações pessoais. Acho que é a única pessoa na Cidade de Belo Horizonte que só tem amigos. Todo mundo gosta dele, inclusive eu. Por isso, sempre que podemos, eu e a Márcia apoiamos suas iniciativas, como agora, quando completa 25 anos.

A Feijoada do Maranhão começou como reunião de conhecidos e, no passar dos anos, tornou-se um dos eventos mais expressivos da nossa capital. Por exemplo: hoje, aqui, encontramos gente de todas as classes e todos os níveis sociais. Ao mesmo tempo que vem o patrão, vem o empregado dele, também. E eles se encontram e convivem num clima de extrema descontração. O ambiente é democrático, descontraído, um reinado de alegria.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

Carlos Dias, representante TAP Portugal para Estado do Espírito Belo e Santo e Estado de Minas Gerais; Antônio Felizardo da Matta; Araci Rosa Dias, esposa de Carlos Dias; Márcia Resende, “inseparável” de Antônio da Matta; e jornalista Suely Calais, do jornal MG Turismo

 

Turismo no Município de Belo Horizonte

 

A região está a Cidade de Belo Horizonte não foi aquinhoada com belezas herdadas da natureza: cachoeiras, lagoas, rios etc. Praticamente tudo que temos por aqui foi construído pelo homem. Aliás, há vários outros núcleos urbanos assim pelo Brasil. Como também temos pouco mais de 100 anos de existência, o acervo histórico é limitado, mas é bastante representativo principalmente relacionado à primeira metade do Século XX, anos 1900.

Acho nosso forte está principalmente em dois segmentos: Turismo de Eventos e Turismo de Negócios. Estes dois, impulsionam o Turismo de Lazer, principalmente quanto a bares e restaurantes. Não podemos esquecer que a Cidade de Belo Horizonte é a Capital Nacional dos Botecos. Somos, também, a principal porta de entrada do turismo no interior do Estado de Minas Gerais, e aí exibimos fortes diferenciais a nos destacar, inclusive mundialmente.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“Turismo na Cidade de Belo Horizonte foca-se em dois segmentos: Turismo de Eventos e Turismo de Negócios. E os dois impulsionam o Turismo de Lazer, principalmente quanto a bares e restaurantes. Não podemos esquecer que somos a Capital Nacional dos Botecos”

 

Pampulha Patrimônio Mundial da Humanidade

 

A inserção do Conjunto Arquitetônico Moderno da Pampulha como Patrimônio Mundial da Humanidade corrobora o que falei, de praticamente todos os atrativos turísticos da Cidade de Belo Horizonte terem sido erguidos pelos homens. Até mesmo o Lago da Pampulha é artificial, resultado do represamento de um curso d’água ali existente. Mas não ser natural não diminui o valor do que temos. Ao contrário! Aquilo exibe história e belezas ímpares.

Ali está reunida uma herança deixada por brasileiros de qualidade. Começa por Juscelino Kubitschek, o melhor prefeito que a Cidade de Belo Horizonte já teve e um presidente do Brasil incomparável. Prédios de Oscar Niemeyer, painéis de Cândido Portinari, jardins de Burle Marx, uma prévia do que seria feito em Brasília quase duas décadas após. E a Igreja de São Francisco de Assis, charmosa, diminuta, uma das capelas mais lindas do mundo.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“O Conjunto Arquitetônico Moderno da Pampulha ser Patrimônio Mundial da Humanidade corrobora o que falei: praticamente todo atrativo turístico da Cidade de Belo Horizonte ter sido construído pelo homens. Até o lago é resultado do represamento de um curso d’água”

 

Turismo no Estado de Minas Gerais

 

As opções de turismo em todo o Estado de Minas Gerais abrangem praticamente todos os segmentos: aventura, cultura, ecologia, eventos, histórico, médico, Melhor Idade, natureza, negócios, religioso e por aí vai. Não devemos nada a ninguém neste campo. Em termos de história, então, nem se fala! O chamado Ciclo do Ouro deixou seus rastros em boa parte do nosso território. Eles podem ser resumidos num único belo produto de venda: Estrada Real.

Ah! Em tempo: dos 20 Patrimônios Mundiais da Humanidade existentes no Brasil, quatro estão no Estado de Minas Gerais. Ou seja: 25% do total: Conjunto Arquitetônico Moderno da Pampulha, como já falamos antes; Centro Histórico da Cidade de Ouro Preto; Santuário do Senhor Bom Jesus Matosinhos, na Cidade de Congonhas do Campo; e Centro Histórico da Cidade de Diamantina. Que outro lugar em todo o planeta tem acervos desta plenitude?

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“O Santuário do Senhor Bom Jesus Matosinhos, na Cidade de Congonhas do Campo, é um dos quatro Patrimônios Mundiais da Humanidade presentes do Estado de Minas Gerais. Que outro lugar em todo o planeta tem acervos desta plenitude para oferecer ao turismo?”

 

Festival de Turismo de Ouro Preto

 

O Estado de Minas Gerais e a Cidade de Ouro Preto há muito merecem um evento como o Festival de Turismo. O que fizemos foi endereçar para lá um evento itinerante, realizado aqui e ali, em diversos Municípios. Infelizmente, tomamos esta decisão no momento em que o País entrava na mais severa estagnação econômica de sua história. Fizemos das tripas coração para não deixar a peteca cair. Tivemos sucesso a um custo pessoal muito grande.

Encaramos a responsabilidade 24 horas por dia. Viajei pelo País promovendo o encontro. Ao final, alcançamos resultado até melhor do que imaginávamos. Foi muito gratificante ver agentes de viagem conhecendo pela primeira vez um produto que vendiam em suas cidades. A crise impediu a segunda edição agora. Acredito que em 2017 volte a acontecer. Sugiro só uma pequena mudança: em vez de Festival, Feira Internacional de Turismo de Ouro Preto.

Isso padronizará sua identificação em termos mundiais. Será FIT Ouro Preto, a exemplo de FIT Lisboa, FIT Madri, FIT Milão e muitas outras. A Cidade de Ouro Preto tem tudo para associar sua grife de ícone mundial do turismo a um encontro de negócios e qualificação. De nossa parte, como dirigente da Abav-MG, vamos contribuir com o que pudermos para este acontecimento entrar de vez no calendário de eventos do Estado de Minas Gerais.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“O Estado de Minas Gerais e a Cidade de Ouro Preto há muito merecem um evento como o Festival de Turismo. O que fizemos foi endereçar para lá um evento itinerante, realizado aqui e ali, em diversos Municípios. Tivemos sucesso a um custo pessoal muito grande”

 

Presidência da Abav-MG por dois mandatos sucessivos

 

Assumimos a Presidência da Abav-MG em 2012 com um leque de propósitos até bastante amplo. O enfoque principal era aumentar a representatividade da associação perante nossa sociedade em geral e Poderes Públicos em particular. Também nos preocupava a reduzida taxa de associatividade, com a maior parte das agências de turismo alheias ao trabalho que desenvolvíamos. Em quatro anos de luta, frente a muitas dificuldades, avançamos bastante.

Ampliamos a percepção sobre a nossa força econômica, fomos ouvidos pelo Legislativo e Executivo estaduais, projetamos o Estado de Minas Gerais em diversos fóruns nacionais e até mesmo internacionais. De todo modo, há muita coisa ainda por fazer. Seguimos na luta, agora contribuindo com um novo presidente, uma nova Diretoria, da qual faço parte. É esse o roteiro: devagar, recuando uma casa para avançar duas, acreditando em um futuro melhor.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“Assumimos a Abav-MG em 2012 com propósitos amplos. O principal era aumentar a representatividade da associação perante nossa sociedade e Poderes Públicos. Também nos preocupava a reduzida taxa de associatividade. Em quatro anos, avançamos bastante”

 

Participação na Diretoria da Abav Nacional

 

Estar na equipe da Diretoria da Abav Nacional é algo que me agrada bastante. Perfilo ao lado de grandes lideranças do turismo brasileiro. Aprendo bem mais que ensino. Todos são profissionais de sucesso em seus negócios, sem o egoísmo de dividir seus conhecimentos uns com os outros. Procuro contribuir com nosso espírito mineiro de conciliação, buscando sempre o consenso nas decisões mais problemáticas. Fico satisfeito por ser bastante ouvido.

Me impressionou bastante a chegada de Edmar Bull à Presidência da entidade. Ele trouxe uma sistemática de trabalho de inciativa privada a um setor ainda amarrado por ranços de gestão ultrapassada. Definiu um Planejamento Estratégico, alinhavou metas acessíveis, estabeleceu cronogramas para as coisas acontecerem… Enfim, revolucionou nosso dia a dia. E os resultados estão começando a aparecer, surpreendendo a todos nós bem positivamente.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“Pertencer à Diretoria da Abav Nacional me agrada bastante. Estou ao lado de grandes lideranças do turismo brasileiro. Aprendo mais que ensino. Todos profissionais de sucesso, sem egoísmo de dividir conhecimentos. Contribuo com o espírito mineiro de conciliação”

 

Abav Expo Internacional de Turismo

 

A edição 2016 da Abav Expo Internacional de Turismo marca mais uma forte mudança na trajetória desta que é a maior feira de negócios do segmento em toda a América Latina. Não só mudamos o local da realização, como demos novas formatações às atividades paralelas desenvolvidas ao mesmo tempo. Buscamos gerar vendas, mas também focamos na melhor e mais ampla qualificação para nossos associados e os profissionais do setor interessados.

Aliás, disso temos certeza: o futuro das feiras de turismo está intimamente associado à uma sempre crescente oferta de aulas, apresentações, capacitações, encontros, fóruns, debates, discussões, oficinas, seminários, treinamentos, workshops e ações similares. Afinal, elas são oportunidades de muitos agentes de viagem vindos de mercados menos desenvolvidos interagirem, conversarem, questionarem os líderes de mercado e as personalidades do setor.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“O futuro de feiras de turismo está na oferta de apresentações, capacitações, encontros, fóruns, debates, discussões, oficinas, seminários, treinamentos, workshops e similares, permitindo agentes de mercados menos desenvolvidos interagir com líderes do setor”

 

Atuação da B&L Union Travel

 

Nossa agência de turismo trabalha com todos os segmentos do mercado, exceto o receptivo. Somos, essencialmente turismo emissivo, tanto dentro do Brasil quanto o mercado exterior. No internacional, nosso foco principal está voltado a cursos no exterior. Temos parcerias em diversos países, podendo montar pacotes de acordo com necessidades e possibilidades específicas. Nosso maior diferencial está na assessoria contínua prestada a todos os clientes.

 

Abav Expo Internacional de Turismo 2016 vai mostrar recuperação da economia

“Nossa agência de turismo trabalha com todos os segmentos do mercado, exceto receptivo. Somos, essencialmente turismo emissivo, tanto dentro do Brasil quanto o mercado exterior. No internacional, nosso foco está voltado a cursos no exterior, em condições excepcionais”

 


 

Clique sobre os trechos em colorido ao longo do texto para abrir novas guias, trazendo informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando para verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição de determinados termos é intencional. São palavras-chave do conteúdo. Colocá-los diversas vezes é parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, a otimização para ferramentas de busca, destacando o trabalho quando se pesquisa como BingGoogle ou Yahoo.

Matéria desenvolvida a partir da participação na Feijoada do Maranhão 2016, dia 27 de agosto de 2016, nos salões do Hotel Belo Horizonte Othon Palace.