Projeto Educantur traz novidades para o Turismo Pedagógico. Mais que simples viagem, é um programa de fortalecimento do ensino. Estudantes são envolvidos em gincana. Atividades finais ocorrem na Ilha de Florianópolis e regiões próximas do Estado de Santa Catarina.

educantur_marca

 

Usar a educação para incrementar negócios de todos os tipos é uma solução antiga. Por exemplo: há bastante tempo, agências de viagens, operadoras de turismo e escolas de todos os níveis de ensino organizam excursões de estudantes com objetivo de trabalhar conteúdos apresentados em sala de aula. Podem ser passeios pela própria cidade; para outros Municípios, sem deixar o Estado; destinos pelo Brasil; e até mesmo do exterior.

O objetivo é aproveitar a imersão de algumas horas, ou vários dias, feita em grupo, para mostrar outras formas de realizar o processo de aprendizado. Valorizar a experiência pessoal como método de adquirir conhecimento, indo além dos muros do colégio, das paredes da sala de aula, das páginas dos livros — até mesmo além do ilimitado mundo da Internet. Ter participação ativa em diferentes convivências, descobertas inusitadas…

Mas, em geral, isto agora classificado como Turismo Pedagógico, acabou tornando-se bastante repetitivo. Isto porque trata, sempre, dos mesmos temas: Cultura, Geografia e História, associados à Comunicação e Expressão, quando se exige a produção de texto sobre a experiência. Além dos mais, tudo concentrado apenas entre o instante da partida e o momento da chegada — ou pouco mais, até a apresentação dos trabalhos exigidos.

 

Turismo Pedagógico com diferenciais

 

Foi para romper com esta mesmice que a empreendedora Ely Ribeiro da Silveira usou experiência profissional, gastou prestígio pessoal, investiu recursos sem ter, encontrou tempo não sabe onde e encarou trabalho árduo para desenvolver um produto inovador no segmento. Trata-se do Educantur — Educando Através do Turismo, já apresentado e colocado à disposição do mercado numa maratona através de 19 Estados brasileiros.

O Educantur diferencia-se dos seus congêneres do Turismo Pedagógico em dois pontos fundamentais. Primeiro: envolve os alunos durante todo o período escolar, e não apenas entre a saída e a volta. Segundo: além de permitir se trabalhar com Cultura, Geografia, História e Comunicação e Expressão, inclui um grupo comumente deixado em segundo plano de lado pelos estudantes, por dificuldade, desinteresse e diversos outros motivos.

E mais: além da motivação natural criada pela expectativa da própria viagem, amplia este sentimento através de um processo extremamente saudável, envolvendo as crianças e os adolescentes numa disputa fundamentada nos conhecimentos relacionados àquele novo grupo de matérias. Tudo isto apresentado, desenvolvido e processado através de plataformas tecnológicas similares àquelas partes do dia a dia dos jovens na atualidade.

 

Alunos e professores tomando decisões

 

Tudo começa com o Educantur sendo apresentado aos alunos e aos professores. Depois de tudo entendido, os primeiros escolhem destinos, passeios, entretenimentos, festas etc. E formam duas equipes, competidoras numa gincana. Os mestres definem os conteúdos a serem trabalhados, tanto durante a competição quanto no final da excursão. A seguir, é liberado o acesso ao material referente aos temas escolhidos, dando início à competição.

Tudo acontece on line, como um sistema de ensino à distância. O programa libera uma questão e define o prazo para a mesma ser respondida pela equipe. Findo aquele tempo, este processo é repetido e assim sucessivamente, seguindo até próximo ao embarque da turma. Este jogo será concluído no último dia da viagem, durante atividades presenciais, orientadas por profissionais com bastante experiência nas áreas definidas lá no início.

O Educantur está projetado para atender desde o sétimo ano do Ensino Fundamental até o terceiro do Ensino Médio. Ele estimula a aprendizagem com atividades lúdicas e, por meio do turismo, fora das salas de aula. Toda a sua estruturação está apoiada em pacotes pedagógicos condizentes com os programas de cada ano. E a competitividade saudável entre as equipes é a chave para sucesso desta iniciativa pioneira no mercado brasileiro.

 

Tecnologia presente tempo todo

 

As disciplinas trabalhadas são as tradicionais Biologia, História e Física — definidas a partir de pesquisa junto às escolas, apontando serem os temas deixados em segundo plano pelos alunos. Qualquer que seja a escolhida, a ela soma-se Tecnologia. Os pacotes combinam as demandas das diretrizes do Ministério da Educação com atrações culturais e históricas da Ilha de Florianópolis e regiões próximas no Estado de Santa Catarina.

O encerramento da gincana — o Dia Pedagógico —acontece em Florianópolis, mas o roteiro turístico é montado conforme a preferência dos alunos e professores; e a disciplina Tecnologia é das mais importantes, porque aquela cidade abriga o mais avançado centro de inovações do Brasil, representado pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia — Acate, grande apoiadora e incentivadora do Educantur.

Além do mais, a Tecnologia é hoje onipresente na vida humana, e mais ainda dentro da realidade de crianças e adolescentes. Neste sentido, é muito válido eles terem contato com ela não apensas como consumidores, usuários, e sim como produtores. É isso o oferecido a eles: a participação em um workshop profissional para desenvolvimento de games, integrando o raciocínio lógico com noções de design e dicas de programação.

Esta experiência é de grande valia também para os alunos do segundo e terceiro anos do Ensino Médio. Afinal, eles estão aproximando-se da idade de escolher uma direção para suas vidas profissionais. E a história recente mostra muitos casos de sucesso neste setor de atividade, mesmo antes da conclusão da formação superior. Não há como prometer isso acontecer na vida de todos, mas, quem sabe, não saia dali um novo Steve Jobs.

 

Exportação para outros pontos do Brasil

 

Quanto à possibilidade de se desenvolver o Educantur em outras localidades do País, a empreendedora Ely Ribeiro da Silveira vê isso com grande otimismo. Ela esclarece que sua consultoria Projetur desenhou o projeto de forma a se adaptar a realidades diversas. Se alguém se interessar, basta dar sinal verde para a equipe envolvida compatibilizar a solução de acordo com as demandas locais, principalmente na estruturação de roteiros.

Fica claro que um produto como o Educantur é voltado para turmas de alunos do ensino particular, oriundos de famílias com renda suficiente para bancar atividades de extensão desta magnitude. Sendo uma realidade da qual não se pode escapar, frente aos custos envolvidos, a empreendedora Ely Ribeiro da Silveira encontrou a saída para se gerar uma contrapartida social, imediatamente aceita por todos os seus parceiros nesta ação.

Assim, a cada 10 grupos pagantes, será possível oferecer o Educantur a uma escola pública daquelas mais carentes do Estado de Santa Catarina. Os alunos desta instituição serão brindados com a mesma gincana, o mesmo passeio e a mesma prova final, para não gerar qualquer discriminação entre os mais abastados e os menos favorecidos. Uma solução, sem dúvida, que dá maior amplitude a esta iniciativa já bastante diferenciada.

 

Parcerias com empresas de âmbito nacional

 

Outros pontos a favor do Educantur são duas parcerias com empresas de âmbito nacional. Uma delas é com a Vital Card, especializada em seguros de viagens. Assim, todos os alunos do programa estarão protegidos do momento da partida até o retorno à cidade de origem. Outra, e talvez a mais importante, é a Gol Linhas Aéreas Brasileiras. Oferecendo tarifas mais em conta, viabilizará a formação de grupos com muito mais facilidade

 

Quem é Ely Ribeiro da Silveira?

 

A idealizadora do Educantur, Ely Ribeiro da Silveira, é uma empreendedora que dedicou muito esforço ao estudo, pesquisa e busca de soluções com a finalidade de minimizar os efeitos da sazonalidade no turismo. Em 2001, foi residir na cidade de Florianópolis, a capital do Estado de Santa Catarina. Logo, constatou o quadro de abandono vivenciado pelo setor fora dos meses de alta temporada, tanto no litoral quanto por todo o interior.

Esta situação a motivou a idealizar e implantar o que ficou conhecido como Destinos e Roteiros Integrados, projeto roteirizando todo o Estado, compatibilizando os momentos de alta temporada e de baixa temporada. No verão, com as praias abarrotadas de gente, e as montanhas sem viva alma, ofereciam-se passeios bate-volta, deixando as areias pela manhã e voltando das serras no início da noite. No inverno, faz-se justamente o oposto.

Como este tipo de atitude pró-ativa, Ely Ribeiro da Silveira assumiu uma importância fundamental como empreendedora, operadora e divulgadora de destinos do Estado de Santa Catarina, tanto no Brasil quanto no resto do mundo. Além de estar à frente de suas duas empresas — a Ceretur Operadora e a Projetur Consultoria —, é a presidente da seccional local da Associação Brasileira das Agências de Viagem — Abav-SC.

 

A empreendedora Ely Ribeiro da Silveira, idealizadora do projeto Educantur, foi a criadora de outro programa de grande sucesso no turismo do Estado de Santa Catarina, o de Roteiros e Destinos Integrados

A empreendedora Ely Ribeiro da Silveira, idealizadora do projeto Educantur, foi a criadora de outro programa de grande sucesso no turismo do Estado de Santa Catarina, o de Roteiros e Destinos Integrados

 

Equipe responsável pelo Educantur

 

Ao lado da empreendedora Ely Ribeiro da Silveira, atuaram os seguintes profissionais na montagem do projeto Educantur:

 

Helyson Lewis Velasco

Profissional com larga experiência em Tecnologia da Informação — TI, tendo atuado em operadoras de saúde, empresas de vendas e prestadores de serviços de marketing.

 

Jefferson Lewis Velasco

Bacharel em Relações Internacionais e professor de Inglês, além de gerente de projetos de tecnologia, analista de Negócios e Processos e experiência em inteligência artificial.

 

Letycia da Silveira Vitória

Formada em Educação Física e pós-graduada em Ginástica Artística, além de treinadora desta modalidade e professora de atividades circenses, é sócia da Ceretur Operadora.

 

Maira Segantini

Formada em Licenciatura e Psicologia, além de consultora em Educação, tem mais de uma década atuando como coordenadora em escolas do Município de Florianópolis.

 

Lançamentos Educantur e suas operadoras pelo País

 

Estado da Bahia — Cidade de Salvador
A responsável pelo Educantur no Estado da Bahia é a Alcance Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado da Bahia é a Alcance Operadora

Estado da Paraíba — Cidade de João Pessoa

A responsável pelo Educantur no Estado da Paraíba é a Foco Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado da Paraíba é a Foco Operadora

Estado de Alagoas — Cidade de Maceió
Estado de Minas Gerais — Cidade de Belo Horizonte

A responsável pelo Educantur no Estado de Minas Gerais é a Metrópole Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado de Minas Gerais é a Metrópole Operadora

 

Estado de Goiás — Cidade de Brasília

As responsáveis pelo Educantur no Estado de Goiás é a West Central Operadora

As responsáveis pelo Educantur no Estado de Goiás é a West Central Operadora

Estado de Pernambuco — Cidade de Recife
Estado de São Paulo — Cidade de São Paulo

A responsável pelo Educantur no Estado de São Paulo é a Freway Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado de São Paulo é a Freway Operadora

Estado do Ceará — Cidade de Fortaleza

A responsável pelo Educantur no Estado do Ceará, no Estado do Pará e no Estado do Amapá é a West Central Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado do Ceará, no Estado do Pará e no Estado do Amapá é a West Central Operadora

 

Estado do Espírito Santo — Cidade de Vitória

As responsáveis pelo Educantur no Estado do Espírito Santo são a 4U Operadora e a DNA Turismo

As responsáveis pelo Educantur no Estado do Espírito Santo são a 4U Operadora e a DNA Turismo

 

Estado do Paraná — Cidade de Curitiba

A responsável pelo Educantur no Estado do Paraná é a BWT Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado do Paraná é a BWT Operadora

 

Estado do Rio de Janeiro — Cidade do Rio de Janeiro

A responsável pelo Educantur no Estado do Rio de Janeiro é a Bônus Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado do Rio de Janeiro é a Bônus Operadora

Estado do Rio Grande do Norte — Cidade de Natal

A responsável pelo Educantur no Estado do Rio Grande do Norte é a Foco Operadora

A responsável pelo Educantur no Estado do Rio Grande do Norte é a Foco Operadora

 

Os próximos lançamentos do Educantur estão previstos para os seguintes Estados — aqui listados em ordem alfabética — e suas respectivas capitais:

 

Parceiros do Educantur

 

A relação dos parceiros do Educantur está apresentada em ordem alfabética:

 

Atto

Complex

I do Code

Impact Hub

 

Apoiadores do Educantur

 

A relação dos apoiadores do Educantur está apresentada em ordem alfabética:

 

Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia — Acate

Associação Comercial e Industrial de Florianópolis — Acif

Associação Floripamanhã

Bebel Ritzmann

Coluna On Line

• Impact Hub

• Jefferson Severino Fotografia

NCA Comunicação

Portal da Ilha

Sapiens Park

Seccional Estado de Santa Catarina da Associação Brasileira de Agências de Viagem — Abav-SC

Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares — SHRBS

Tracbel Energia

 

Fornecedores do Educantur

 

A relação dos fornecedores do Educantur está apresentada em ordem alfabética:

 

Ativa Rafting e Aventuras

Catarinão Transportes

Catarinense Transportes

Ceretur Operadora

Escuna Capitão Gancho Martin

GBC Eventos

Gol Linhas Aéreas Brasileiras

Grupo ALL Entretenimentos

Hotel Costa Norte Ponta das Canas

Hotel Hamburgo Palace

Hotel Jurerê Beach Village

Hotel Plaza Camboriú

Hotel Rieger

Il Campanaro Resort

Infinity Blue Resort & SPA

Lazertur Transportes

MMB Transportes

Music Park

Pousada Dell’Osky

Restaurante Dois Irmãos

Restaurante Dom Alberto

Restaurante Paixão de Verão

Restaurante Quarta Estação — Cristo Luz

Restaurante Trapiche das Ostras

TA Receptivo

Vital Card

 


 

Todas as imagens que ilustram este post foram extraídas do perfil do Educantur no Facebook.

 

Esta matéria foi produzida a partir da participação na edição 2015 da Abav Expo Internacional de Turismo, realizada de 24 a 26 de setembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, centro de feitas e eventos da cidade de São Paulo, capital do Estado de São Paulo.