Praticamente 100 anos após a criação do primeiro convention bureau no mundo surge um no Brasil. Trata-se do São Paulo Convention & Visitors Bureau, formado na capital do Estado de São Paulo. E apenas lentamente outros vão sendo abertos entidades congêneres, Brasil afora.

 

São Paulo Convention & Visitors Bureau: primeiro no Brasil

 

Apesar do primeiro Convention & Visitors Bureau do mundo ter sido criado na cidade de Detroit, nos Estados Unidos da América, em 1896, entre nós, este tipo de entidade, voltada a profissionalizar o processo de captação de eventos, é extremamente recente. Só ocorreu quase um século depois, em 1983, surgindo iniciativa concreta neste sentido. E resultou na criação do São Paulo Convention & Visitors Bureau, o primeiro do Brasil.

Os empresários paulistas sobressaíram-se aos seus colegas do Estado do Rio de Janeiro, pois as conversas iniciais sobre o tema aconteceram na capital fluminense. Aristides de la Plata Cury, pioneiro do setor e executivo da entidade paulista, diz que as discussões, infrutíferas nos primeiros momentos, foram influenciadas por dois fatores. O primeiro era que a sede da Empresa Brasileira de Turismo — Embratur ficava em terras cariocas.

O outro, talvez até mais importante que o primeiro, veio do empenho da Viação Aérea Rio-grandense — a então portentosa Varig, muito interessada na ampliação do fluxo de visitantes estrangeiros. Ele ressalta que, naquele período, ela detinha a exclusividade das rotas internacionais entre as empresas de capital nacional. Mas, se perderam a primazia, os cariocas deram a volta por cima logo, logo, criando seu convention no ano seguinte.

 

 

Brasileiros demoram um século para criar o seu primeiro convention bureau: São Paulo

Empresários paulistas sobressaíram-se aos colegas do Estado do Rio de Janeiro, pois as conversas iniciais sobre o tema aconteceram na capital fluminense. Isso, apesar da sede da Empresa Brasileira de Turismo — Embratur ficar, naquela época, em terras cariocas.

 

São Paulo Convention & Visitors Bureau: modelo replicado no Brasil

 

Ficou claro para os empreendedores da Cidade Maravilhosa ter uma ferramenta decisiva para potencializar mais ainda os atrativos de um destino muito focado em lazer, bastante conhecido nacionalmente e internacionalmente. Daí em diante, mas lentamente, outros pontos da Nação foram criando convention bureax, nesta sequência: Brasília; as grandes capitais Florianópolis, Fortaleza e Belo Horizonte; e cidades de Blumenau e Petrópolis.

Para dar ideia deste tortuoso processo, em 1997 — 101 anos após a criação dos norte-americanos e 14 depois da iniciativa paulista —, eram apenas oito em todo o País. Mas os ventos mudaram e, nos oito anos seguintes, o total foi multiplicado várias vezes. Em 2005, superamos 60 entidades; em 2010, ultrapassamos 120. A partir de então, o Brasil assumiu folgada liderança no ranking mundial daqueles países com mais conventions.

Este boom de criação aconteceu após a instalação do Fórum Brasileiro de Convention Bureaux — depois transformado em Federação e, atualmente, Confederação. Focando em planejamento estratégico e na importância dos Centros de Convenções, o setor foi ganhando espaço e importância, tanto aqui dentro quando no cenário internacional. E passou a integrar os fóruns de decisão relacionados a todos os negócios do turismo.

Brasileiros demoram um século para criar o seu primeiro convention bureau: São Paulo

Ficou claro para os empreendedores ter uma ferramenta decisiva para potencializar mais ainda os atrativos de um destino e, lentamente, outros pontos da Nação foram criando os convention: Brasília, Florianópolis, Fortaleza, Belo Horizonte, Blumenau e Petrópolis


Clique nos trechos em colorido ao longo do texto para abrir novas guias, com informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando para verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição da expressão “São Paulo Convention & Visitors Bureau” é intencional. Ela é a principal palavra-chave dos conteúdos. Colocá-la várias vezes na postagem faz parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, ou otimização para ferramentas de busca. Ajuda a destacar o trabalho na lista apresentada quando se pesquisa com Bing, Google ou Yahoo!.

Nos meus textos de divulgação de turismo, adotei o critério de, ao citar uma cidade, fazê-lo em conjunto com seu apelido. Exemplo: Cidade Presépio de Vitória ou Cidade Canela Verde de Vila Velha. E, também, Estado do Espírito Belo e Santo.

Todas as fotos têm autoria identificada. Se algum autor não concordar com sua publicação é só avisar que será substituída.